• Juste Imóveis

Reparos e reformas em imóveis alugados: como proceder


Foto: freepik

É mais que natural que ao se mudar para um novo imóvel, uma pessoa queira adaptá-lo conforme suas necessidades e desejos. Mas durante a pandemia do novo coronavírus, notamos uma movimentação ainda maior no sentido de adequar a casa.


Afinal, as pessoas estão mais tempo no lar e querem suprir algumas necessidades que agora saltam aos olhos. Seja para ter uma luz mais adequada ou mais pontos de tomada no home office; seja para decorar melhor o ambiente com quadros ou espelhos; seja para instalar uma rede de descanso no jardim.


Mas, nessa de fazer pequenos reparos ou reformas, é preciso tomar alguns cuidados, sobretudo se o imóvel for alugado. Se esse for o seu caso, entenda quais adequações podem ser feitas e como agir.


Quer reformar o imóvel? Peça autorização


Obras, reformas estruturais e modificações no imóvel jamais podem ser feitas sem prévia concordância do locador e autorização por escrito. O mesmo acontece com pinturas, furos, abertura de paredes, poda de árvore, colocação de grades e/ou telas, instalação de pontos de eletricidade, etc.


“Isso significa que eu não posso pendurar quadros, colocar armários ou espelhos, nem pintar a parede de uma cor diferente?” Sim e não. Claro que o inquilino tem liberdade para fazer furações em paredes, mas é preciso bom senso para não danificá-las.


É sempre importante lembrar que o imóvel deve ser devolvido da mesma forma que foi entregue, cujas condições constam no auto de vistoria. Portanto, se for possível tapar as furações no ato da entrega, sem vestígios, tudo bem; se houver danos a azulejos, a peça terá que ser reposta.


Toda benfeitoria realizada sem autorização é considerada uma infração contratual e por isso é de extrema importância avisar a imobiliária com antecedência. A exceção são as benfeitorias necessárias, aquelas que têm como finalidade a própria conservação do bem, evitando sua deterioração. Estas devem ser indenizadas pelo locador.


Agora que você já sabe o que pode – ou não – ser feito no imóvel alugado, confira algumas sugestões de mudanças para deixar sua casa mais bonita, funcional e que podem ser feitas por conta própria.

  • Paredes

Com um galão de tinta e pincel você mesmo pode retocar paredes que sofrem com arranhões ou manchas de infiltração. Por causa da umidade, o teto do banheiro pode ser o primeiro alvo das suas investidas. Mas, se não quiser pintá-lo, a higienização com cloro já ajuda na remoção do mofo acumulado.


Outro reparo comum – e que dá uma nova roupagem ao banheiro – é a substituição dos rejuntes. Com uma espátula e esponja umedecida é possível tirar o rejunte antigo e colocar um novo.


E se você quiser ousar um pouco mais, pode aplicar papel de parede nos quartos e/ou sala. Não se esqueça de deixar 10 centímetros de sobra de papel para fazer o acabamento.

  • Chuveiro

Se o chuveiro não estiver funcionando a contento, você pode fazer uma revisão da resistência e substituição. Antes de mexer no aparelho, não esqueça de desligar o disjuntor.

Como a água da rua pode trazer algumas sujeiras para dentro do bocal, é indicado fazer uma limpeza interna no chuveiro com vinagre e escova de dente.

  • Móveis e decoração

Ao passar mais tempo em casa, é normal começar a reparar em detalhes que antes até passavam despercebidos – e se sentir incomodado com isso.


Aproveite para trocar objetos de decoração de lugar e reparar aquelas portas de móveis que não fecham direito ou pequenas frestas. Com ajuda de uma chave de fenda, é possível consertá-los.


Envernizar é uma ótima opção para revigorar objetos de madeira e a pátina é uma técnica que deixa as peças com cara envelhecida. É importante lembrar que madeira é diferente de MDF e neste último não há o que ser feito.


Com essas dicas, é possível tornar o imóvel mais agradável e de modo que não interfira na relação contratual entre inquilino e locador. Mãos à obra!

Desenvolvido por Mídia.Crawl © 2018.